top of page

FUNDADORES DA ALB-AM

VITRINE

Na noite de 1.º de agosto de 2015, no Auditório Belarmino Lins, anexo à Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, em Manaus, foi instalada a ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL (ALB AMAZONAS). Durante a solenidade, ocorreu a diplomação dos seus MEMBROS FUNDADORES. Os diplomas, consagrando o título de IMORTAL, foram assinados pelo Prof. Dr. Mário Carabajal, Ph.D/Ph.I, presidente da ALB NACIONAL, que esteve presente no evento, e pela Dra. Silvia Helena Carvalho, Ph.I, presidente da ALB AMAZONAS. Acompanhemos o resumo da biografia dos FUNDADORES IMORTAIS:


PRESIDENTE SILVIA HELENA CARVALHO:

– Solicito ao orador/cerimonialista que avance ao ato 1.4 e seguintes desta solenidade, quando diplomaremos os membros da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, seccional Amazonas, com sucessivo compromisso acadêmico, posse oficial dos escritores, presidência e diretoria.


ATO NÚMERO 1.4

DA DIPLOMAÇÃO DOS MEMBROS DA ALB, SECCIONAL AMAZONAS


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Registramos que o líder político amazonense ARTHUR VIRGÍLIO DO CARMO RIBEIRO FILHO é o patrono da Academia de Letras do Brasil, Seccional Amazonas. Intelectual de incontestável valor, membro de tradicional família da cidade de Manaus, representou o Amazonas como Deputado Estadual, de 1947 a 1959; Deputado Federal, de 1959 a 1963; e como Senador da República, de 1963 a 1969, quando foi cassado. Artur Virgílio do Carmo Ribeiro Filho nasceu em Manaus, no dia 12 de fevereiro de 1921. Casou-se com a professora Isabel Vitória de Mattos Pereira do Carmo Ribeiro, de cuja união nasceram seus dois filhos: Arthur Virgílio do Carmo Ribeiro Neto e Júlio Verne. Faleceu em 31 de março de 1987, no Rio de Janeiro.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomada pela presidência da Academia de Letras do Brasil, com posse na Cadeira n.o 1 da ALB AMAZONAS, a escritora imortal SILVIA HELENA CARVALHO.


Missionária consagrada pela Convenção Nacional das Assembleias de Deus, no ano de 2010, Silvia Helena Carvalho é, também, escritora e poetisa. Aos 16 anos, quando morou em Rondônia, seus poemas foram publicados no jornal de maior circulação no Estado. Em 2007, publicou o seu primeiro livro, sob o título de Palavras do Coração. O mais novo trabalho literário de sua autoria, Um Coração que Ama, foi entregue à sociedade em 2014. Embaixadora das Letras pela Revista Voo da Gralha Azul, seus poemas não são apenas uma viagem suave e profunda, mas, sobretudo, reverência à vida e à sobriedade do sofrimento. Doutora em Filosofia Univérsica, a acadêmica Silvia Helena Carvalho elegeu como patrono o missionário Paulo Leivas Macalão.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomada pela presidência da Academia de Letras do Brasil, com posse na Cadeira n.o 2 da ALB AMAZONAS, a escritora imortal DORONI HILGENBERG.


Natural de Ponta Grossa, Estado do Paraná, Doroni Hilgenberg é filha de Guilherme Holm Dias e Dina Ribeiro Dias. Reside em Manaus desde 1980, onde criou raízes e os filhos. Vê no ato de escrever uma satisfação perante as belezas que a vida e a natureza oferecem, repletas de luz e cores. Por seus escritos, tem recebido menções honrosas, troféus e medalhas, que a incentivam continuar escrevendo sonhos e esperanças, pois, como sempre afirma, a palavra possui o dom de chegar às multidões. Formada em Pedagogia pela Faculdade Marta Falcão, a acadêmica Doroni Hilgenberg elegeu como patrona a escritora Violeta Branca.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomada pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 3 da ALB AMAZONAS, a escritora imortal DAURA NILA BRASIL CORREA DA SILVA.


Natural de Manaus, Estado do Amazonas, Daura Nila Brasil Correa da Silva é filha de Raimundo Brasil Correa e Jacira Marçal Correa. Acredita que a arte de escrever tornou-se um exercício vital no seu dia a dia. Em 2014, publicou seu primeiro livro, que recebeu o título de Minha Vida em Poesia. Faz parte do Grupo Seresta Prosa e Poesia, pertencente ao Parque Municipal do Idoso, destacando-se por sua facilidade em recitar poesias, o que faz com grande desenvoltura. Formada em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Amazonas, a acadêmica Daura Nila Brasil Correa da Silva elegeu como patrona a poetisa Cora Coralina.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomado pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 4 da ALB AMAZONAS, o escritor imortal JORGE LUIZ DOS SANTOS BARBOSA.


Jorge Luiz dos Santos Barbosa tem participado efetivamente do movimento cultural brasileiro, tomando parte, inclusive, de vários concursos literários de abrangência internacional, entre os quais o de Poesia (in) Tolerância, em Portugal. Em 1986 e 1987, seus escritos foram selecionados para compor as antologias poéticas Cidades Brasileiras, patrocinadas pela Shogun Editora e Arte. Em 1988, contribuiu para a antologia Escritores Brasileiros, coordenada pela Crisalis Editora. Formado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Amazonas, o acadêmico Jorge Luiz dos Santos Barbosa elegeu como patrono o escritor Monteiro Lobato.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomado pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 5 da ALB AMAZONAS, o escritor imortal LUIZ ALDIR DA SILVA.


Natural de Aracati, Estado do Ceará, Luiz Aldir da Silva descende de família humilde, com quatorze irmãos e pais agricultores, mas que souberam criar seus filhos dentro dos princípios éticos e morais. Aos treze anos, mudou-se para Fortaleza, onde trabalhou durante o dia e estudou à noite. Com a experiência adquirida nos laboratórios ópticos e na optometria, tornou-se empresário nesse seguimento comercial, onde trabalha há vinte e três anos. Graduado em Optometria pela Fundação Universitária da Área Andina, Bogotá, Colômbia, o acadêmico Luiz Aldir da Silva elegeu como patrono o escritor Rui Barbosa.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomado pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 6 da ALB AMAZONAS, o escritor imortal CLÉRIO JOSÉ BORGES, neste ato representado pela presidente Silvia Helena Carvalho.


Natural de Vila Velha, Estado do Espírito Santo, Clério José Borges de Sant’Anna é poeta, trovador, historiador e escritor. Trabalhou como professor em diversas escolas, tendo ministrado cursos em municípios do Espírito Santo e Minas Gerais. Foi Chefe de Reportagem do Jornal A Tribuna, de Vitória – ES. Fundador e primeiro presidente da Academia de Letras e Artes da Serra, Espírito Santo, o acadêmico Clério José Borges de Sant’Anna elegeu como patrono o poeta Olavo Bilac.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomado pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 7 da ALB AMAZONAS, o escritor imortal RAIMUNDO COLARES RIBEIRO.

Natural de Tefé, Estado do Amazonas, Raimundo Colares Ribeiro é filho de Hildebrando Ribeiro e Teresa Colares de Lima. Ligado às atividades culturais do seu Estado, tem exercido cargos de destaque, entre os quais o de Conselheiro do Conselho Estadual de Cultura do Amazonas, Presidente da Academia de Letras, Ciências e Artes do Amazonas, Presidente da Academia Amazonense Maçônica de Letras, Presidente da Academia de Ciências Contábeis do Amazonas, Presidente da Associação dos Escritores do Amazonas, Embaixador da Divine Académie Française des Arts Lettres et Culture e Grande Secretário de Cultura da Grande Loja Maçônica do Amazonas. Especialista em Língua Portuguesa pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, o acadêmico Raimundo Colares Ribeiro elegeu como patrono o escritor Machado de Assis.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomada pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 8 da ALB AMAZONAS, a escritora imortal KÁTIA MARIA DOS SANTOS COLARES RIBEIRO.


Natural de Tefé, Estado do Amazonas, Kátia Maria dos Santos Colares Ribeiro é filha de Francisco Augusto de Sousa e Lucelina dos Santos Sousa. Servidora concursada do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas, exerce, atualmente, o cargo de Chefe de Divisão, na Corregedoria Geral de Justiça, sendo homenageada, em 2015, com a Medalha da Ordem do Mérito Judiciário. Em 2006, participou do concurso literário “O Maior de Todos os Troféus”, promovido pela Grande Secretaria de Cultura da GLOMAM. Na ocasião, foi agraciada com medalha na Categoria Redação. Graduada em Gestão Pública pela Faculdade de Tecnologia Internacional, a acadêmica Kátia Maria dos Santos Colares Ribeiro elegeu como patrona a escritora Cecília Meireles.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomada pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 9 da ALB AMAZONAS, a escritora imortal ESCILENE FERNANDA SILVA CARVALHO.


Escilene Fernanda Silva Carvalho é missionária da Igreja Assembleia de Deus, onde tem contribuído para a evangelização de crianças, jovens e adultos. Na área cultural, distingue-se como cantora, humorista e contista. No momento, ocupa-se com a elaboração do seu primeiro livro. Universitária do Curso de Direito, a acadêmica Escilene Fernanda Silva Carvalho elegeu como patrono o missionário Alcebíades Pereira Vasconcelos.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomado pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 10 da ALB AMAZONAS, o escritor imortal LUCIVALDO BREVES DA SILVA.


Natural de Manaus, Estado do Amazonas, Lucivaldo Breves da Silva Nascimento possui Mestrado em Ciências Florestais e Ambientais pela Universidade Federal do Amazonas e Especialização em Direito Penal e Processual Penal pelo Centro Universitário de Ensino Superior do Amazonas, entre outros títulos. É graduado em Filosofia e em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Amazonas, e em Direito pelo Centro Universitário do Norte. Técnico Legislativo da Câmara Municipal de Manaus e Professor da Universidade Estácio de Sá, o acadêmico Lucivaldo Breves da Silva Nascimento elegeu como patrono o escritor Samuel Isaac Benchimol.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomada pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 11 da ALB AMAZONAS, a escritora imortal IERECÊ DOS SANTOS BARBOSA.


Natural de Belém, Estado do Pará, Ierecê dos Santos Barbosa é filha de Edgar Rodrigues Barbosa e Adilia Simões dos Santos. Psicanalista Clínica, Mestre e Doutora em Educação, destaca-se como professora do Programa de Pós-Graduação em Educação e Ciências na Amazônia, na Universidade do Estado do Amazonas. Dentre outros, publicou os seguintes livros: Sonhos de Papel, poesias, 1987; A Primeira Chuva, crônicas, 1994; Favor Transmitir ao Destinatário, análise semiológica dos avisos de rádio no Amazonas, 1996; O Homem que Jantava Sozinho, romance, 2014; e A Figurante, novela psicopedagógica, 2014. Graduada em Pedagogia e Comunicação Social, a acadêmica Ierecê dos Santos Barbosa elegeu como patrona a escritora Clarice Lispector.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomado pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 12 da ALB AMAZONAS, o escritor imortal EDILSON MORAIS E SILVA.


Natural de Manaus, Estado do Amazonas, Edilson Morais e Silva é filho de Edilson Benevides Magalhães e Silva e Clemildes Morais e Silva. Mestre em Educação pela Universidade do Estado do Amazonas, atualmente é professor da Escola de Licenciaturas do Centro Universitário do Norte e da Faculdade La Salle de Manaus. É, também, avaliador de periódicos da Revista Científica Areté e autor do livro O jogo como estratégia interdisciplinar no Projeto do Observatório de Educação. Professor de Cursos de Pós-Graduação na Faculdade La Salle, o acadêmico Edilson Morais e Silva elegeu como patrono o escritor Rubem Azevedo Alves.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomado pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 13 da ALB AMAZONAS, O ESCRITOR IMORTAL ADELSON FLORÊNCIO DE BARROS.


Natural de Camaragibe, Estado de Pernambuco, Adelson Florêncio de Barros é filho de Antônio Florêncio de Barros e Josefa Florêncio de Barros. Lecionou por vários anos nas escolas jurisdicionas à Secretaria Estadual de Educação e Qualidade de Ensino, nos Estados do Amazonas e Pernambuco; e na Academia Militar de Pernambuco, ministrando cursos de formação de oficiais. Na área de letras, linguística e literatura, esteve como professor na Universidade Federal do Amazonas. Também coordenou o Projeto de Espanhol para Todos, sob o patrocínio da ENADE. Atualmente, faz parte do corpo docente da UNINORTE e Universidade do Estado do Amazonas, onde atua como professor em Cursos de Pós-Graduação. Graduado em Licenciatura Plena em Letras – Língua Portuguesa e Língua Inglesa, o acadêmico Adelson Florêncio de Barros elegeu como patrono o poeta Castro Alves.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomado pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 14 da ALB AMAZONAS, o escritor imortal LUIZ DANIEL VALENTE DA SILVA.


Natural de Manaus, Estado do Amazonas, Luiz Daniel Valente da Silva é filho de Luiz Elpídio da Silva e Salviana Valente da Silva. Professor e escritor, foi vencedor do Prêmio Violeta Branca Menescal, em 2011, com a obra Barco de Papel. Participou das antologias Poetas Brasileiros de Hoje, em 1987; e I Antologia da AVEC, Salvador (BA). Integrante da Oficina Estação das Letras, no Rio de Janeiro, o acadêmico Luiz Daniel Valente da Silva elegeu como patrono o poeta Aníbal Bessa.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomada pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 15 da ALB AMAZONAS, a escritora imortal DAYSE PEIXOTO MAIA.


Natural de Manaus, Estado do Amazonas, Dayse Peixoto Maia é filha de Álvaro Manarte Lopes Peixoto e Ignez Lopes Peixoto. É professora licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Amazonas, Mestre em Ensino pela Universidade do Estado do Amazonas e Doutora em Educação em Ciências e Matemática pela Universidade Federal do Mato Grosso. Atualmente, é professora da Escola de Licenciaturas do UNINORTE, desenvolvendo atividades de ensino nos cursos de Educação Física, Língua Inglesa e História. Autora do livro Terminologias biológicas e aprendizagem significativa, a acadêmica Dayse Peixoto Maia elegeu como patrono o escritor Ariano Suassuna.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomado pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 16 da ALB AMAZONAS, o escritor imortal AUGUSTO FACHIN TERÁN.


Natural do Peru, Augusto Fachin Terán é filho de Cláudio Fachin Hernandez e Luz Angélica Terán de Fachin. Possui Mestrado e Doutorado em Ecologia pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. É coautor de várias obras, entre elas O uso de espaços não formais como estratégia para o ensino de ciências, publicado em 2010; Guia de visitas a espaços não formais amazônicos, publicado em 2014; e Os espaços educativos e a alfabetização científica no ensino fundamental, editado em 2015. Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação e Ensino de Ciências na Amazônia da Universidade do Estado do Amazonas, o acadêmico Augusto Fachin Terán elegeu como patrono o mestre espiritual japonês Masaharu Taniguchi.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomada pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 17 da ALB AMAZONAS, a escritora imortal SOLENE CARVALHO ESQUERDO.


Solene Carvalho Esquerdo é missionária, contabilista, micro empresária, poetisa, compositora e professora. Com amor ao próximo, vontade de ajudar as comunidades a suprir suas carências e interesse em participar na evangelização da Igreja cristã, a acadêmica Solene Carvalho Esquerdo elegeu como patrono o missionário pentecostal Gunnar Vingren.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomado pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 18 da ALB AMAZONAS, o escritor imortal RAIMUNDO GOMES LIMA.


Natural de Codajás, Estado do Amazonas, Raimundo Gomes Lima é filho de Ariolino Ferreira Lima e Maria de Nazaré Gomes. É faixa preta da arte japonesa das Mãos Vazias e praticante do Taekwondo, arte marcial de origem coreana que se tornou esporte olímpico, a partir de 1988. Campeão amazonense de Karatê e três vezes campeão amazonense de Taekwondo, foi aluno do Grão Mestre Yong Min Kim, no Rio de Janeiro. Em 2012, obteve a graduação de faixa preta 7.º Dan, correspondente a Grão Mestre. É autor dos livros Mãos Vazias, sobre a arte do Karatê, e Elo Cósmico, de poesias. Conclui, neste ano de 2015, o curso de Treinador Olímpico de Alta Performance, patrocinado pelo Comitê Olímpico Brasileiro. Presidente da Federação de Taekwondo do Estado do Amazonas, desde 1997, o acadêmico Raimundo Gomes Lima elegeu como patrono o poeta Vinicius de Moraes.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomado pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 19 da ALB AMAZONAS, o escritor imortal ISAAC NEWTON ALMEIDA RAMOS.


Natural de Tabatinga, Estado do Amazonas, Isaac Newton Almeida Ramos é poeta, ensaísta e crítico literário. Possui Mestrado e Doutorado em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa pela USP. Publicou os seguintes livros de poesia: Reflexões (1984), Astro por rastro (1988), Festa de Letras (1997) e Teias e Teares (2014). É membro do Corpo Editorial da Revista Ecos, da Universidade do Estado de Mato Grosso, e da Revista Virtual de Letras, da Universidade Federal de Goiás. Organizou o livro Ensaios de Literatura Comparada: Portugal, Brasil, Angola e Cabo Verde, em 2004. Professor universitário, o acadêmico Isaac Newton Almeida Ramos elegeu como patrono o escritor Manoel de Barros.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomada pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 20 da ALB AMAZONAS, a escritora imortal IRAILDES CALDAS TORRES.


Natural de Urucurituba, Estado do Amazonas, Iraildes Caldas Torres é filha de Israel Martins Caldas e Cândida Gonzaga Caldas. É Doutora em Antropologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, e Pós-Doutora pela Universidade Lumiérie Lyon 2, na França. Professora da Universidade Federal do Amazonas, tem orientado mais de 30 trabalhos de pós-graduação em nível de mestrado e doutorado. Além de consultora da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República Federativa do Brasil, e consultora do Prêmio Samuel Benchimol, é pesquisadora do Conselho Nacional de Desenvolvimento Tecnológico (CNPq) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM). Esteve como Diretora da Editora da Universidade Federal do Amazonas, nos anos de 2009 a 2013. Com 13 livros publicados, a acadêmica Iraildes Caldas Torres elegeu como patrona a pintora mexicana Frida Khalo.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomado pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 21 da ALB AMAZONAS, o escritor imortal PAULO EDUARDO QUEIROZ DA COSTA.


Natural de Tefé, Estado do Amazonas, Paulo Eduardo Queiroz da Costa é filho de Raimundo Nonato Banes da Costa e Aracy Queiroz da Costa. Pós-Graduado pela Escola Superior da Magistratura do Estado do Amazonas – ESMAM, com experiência em Antropologia Social e Sociologia do Direito, Paulo Eduardo Queiroz da Costa é também palestrante e conferencista educacional. Em 2008, venceu o Concurso de Literatura da Escola do Legislativo do Estado do Amazonas. Publicou os livros Os Fragmentos do Céu, Águas Viajantes, A Filosofia dos Tropeços, Estudos de Literatura Latino-Americana e Acordes da Alma – A Epopeia do Poeta Ronaldo Barbosa. Fundador da Livraria e Editora Palavra da Terra, o acadêmico Paulo Eduardo Queiroz da Costa elegeu como patrono o escritor Benedito Nunes.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomado pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 22 da ALB AMAZONAS, o escritor imortal ALBERTO GUIDO VALÉRIO.


Natural de Manaus, Estado do Amazonas, Alberto Guido Valério é filho de Luiz Legaldino Valério e Elizia Malgueiro. Graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Amazonas, Alberto Guido Valério foi Procurador do Estado do Amazonas, Defensor Público Federal e Consultor do Ministério da Marinha, no 4.º DN, Estação Naval do Rio Negro. Como advogado trabalhista, idealizou e fundou a Associação Amazonense de Advogados Trabalhistas. Tem publicado trabalhos técnicos nas áreas do Direito e Economia, e ensaios filosóficos. Professor de Direito do Trabalho e de História da Filosofia, o acadêmico Alberto Guido Valério elegeu como patrono o cientista Djalma da Cunha Batista.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomado pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 23 da ALB AMAZONAS, o escritor imortal JOSÉ COELHO MACIEL.


Natural de Coari, Estado do Amazonas, José Coelho Maciel é filho de José Alves Maciel e Leonor Coelho Maciel. É advogado trabalhista e um dos fundadores da Associação Amazonense de Advogados Trabalhistas. Também ajudou a fundar a Associação Amazonense de Artistas Plásticos. Na literatura, colaborou com os Suplementos Literários do Clube da Madrugada, em revistas e antologias. Foi ilustrador do “Jornal Cultura”, colaborando, do mesmo modo, com o “Correio do Advogado”, jornal de publicação periódica da Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil. Vencedor do IV Festival da Cultura do Amazonas, o acadêmico José Coelho Maciel elegeu como patrono o artista plástico Anísio Thaumaturgo Soriano de Mello.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomada pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 24 da ALB AMAZONAS, a escritora imortal AURICLÉA OLIVEIRA DAS NEVES.


Natural de Manicoré, Estado do Amazonas, Auricléa Oliveira das Neves é filha de Hélio José de Oliveira e Benedita Moraes de Oliveira. Descendente de família numerosa de quatro irmãos e cinco irmãs, sua atração pelas letras se iniciou na infância, com as histórias ouvidas na casa de sua mãe-avó Maria de Lourdes, narradas por ribeirinhos que ali se hospedavam. Quando aprendeu a ler, passou a conhecer todas as formas de literatura, que lhes caíam nas mãos. É Mestre em Literatura Brasileira e Teoria da Literatura e Doutora em Literatura Comparada pela Universidade Federal Fluminense. Faz parte do corpo docente da UNINORTE. Graduada em Letras pela Universidade Federal do Amazonas, a acadêmica Auricléa Oliveira das Neves elegeu como patrono o poeta Luiz Bacelar.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomada pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 25 da ALB AMAZONAS, a escritora imortal VÂNIA MARIA DA SILVA PIMENTEL.


Natural de Manaus, Estado do Amazonas, Vânia Maria da Silva Pimentel é formada em Letras pela Universidade Federal do Amazonas. Em 2000, concluiu Mestrado em Sociedade e Cultura na Amazônia. Pertence ao quadro de professores inativos da Universidade Federal do Amazonas. Tem participado de eventos culturais, entre os quais a I Bienal do Livro em Manaus, no ano de 2012, onde desempenhou a função de mediadora. Atualmente, trabalha na Universidade Nilton Lins, na Escola Nilton Lins e no UNINORTE. Em 2011, recebeu a Medalha do Mérito Cultural Péricles Moraes, patrocinada pela Academia Amazonense de Letras. Admiradora da arte teatral, área em que também atua, a acadêmica Vânia Maria da Silva Pimentel elegeu como patrono o escritor João Guimarães Rosa.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomada pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 26 da ALB AMAZONAS, a escritora imortal MARIA ELISA BESSA.


Professora de Língua e Literatura Francesa e Doutora em Letras, Maria Elisa Souto Bessa é autora da tese sobre a contribuição do não-verbal na produção dos sentidos de textos poéticos. Possui vários artigos publicados na área de Linguística e Literatura em revistas científicas de Universidades francesas e brasileiras. Seus contos e crônicas têm sido publicados em várias Antologias, e livro especial reúne contos infanto-juvenis de sua autoria.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomada pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 27 da ALB AMAZONAS, a escritora imortal RITA DE CÁSSIA DUTRA DE ALENCAR CLARK.


Natural de Manaus, Estado do Amazonas, Rita de Cássia Dutra de Alencar Clark é filha de Joaquim de Alencar e Silva e Nair Cardoso Dutra de Alencar e Silva. Graduada em Letras pela Universidade Federal do Amazonas e pós-graduada em Literatura, Arte e Pensamento Contemporâneo pela PUC/RJ, Rita Alencar e Silva trabalhou como Secretária Executiva da Secretaria de Estado de Interior e Justiça do Amazonas e na Defensoria Pública do Estado do Amazonas. Foi Coordenadora de Promoções Culturais, Diretora da Casa da Cultura e Produtora de Teatro do Teatro Amazonas. Com várias obras publicadas entre coletâneas e antologias, a acadêmica Rita Alencar e Silva escolheu como patrono o poeta Alencar e Silva.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomado pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 28 da ALB AMAZONAS, o escritor imortal LIAN DA SILVA MARINHO.


Natural de Manaus, Estado do Amazonas, Lian da Silva Marinho é filho de Lino Marinho e Luilce da Silva Marinho. Graduado em Engenharia e Administração, pertenceu ao quadro docente da Universidade Paulista – UNIP. Escreveu e publicou artigos e periódicos acadêmicos, entre os quais Impactos da Implantação do Gás Natural na Matriz Energética do Polo Industrial de Manaus. Pós-graduado em Engenharia da Produção pela Universidade Gama Filho, o acadêmico Lian da Silva Marinho elegeu como patrono o poeta Bento de Figueiredo Tenreiro Aranha.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomada pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 29 da ALB AMAZONAS, a escritora imortal MARIA DE BELÉM DE OLIVEIRA MAUÉS.


Natural de Belém, Estado do Pará, Maria de Belém de Oliveira Maués é filha de Orlando Botelho de Oliveira e Cornélia Costa de Oliveira. Em 1975, ingressou na Universidade Federal do Pará, onde se graduou em Letras, adquirindo, assim, maiores conhecimentos na área e aperfeiçoando sua prática nas disciplinas Língua Portuguesa e Literatura. Romântica, é apaixonada pelas obras literárias e pela gramática da Língua Portuguesa. Isso a influenciou na escolha do magistério. Professora de Língua Portuguesa, inclusive de pré-vestibulares, a acadêmica Maria de Belém de Oliveira Maués elegeu como patrono o intelectual Cláudio Santoro.


ORADOR/CERIMONIALISTA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO:

– Convidamos a ser diplomada pela presidência da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, com posse na Cadeira n.o 30 da ALB AMAZONAS, a escritora imortal CECÍLIA MARIA RODRIGUES DE SOUZA.


Natural de Manaus, Estado do Amazonas, Cecília Maria Rodrigues de Souza é filha de Rafael Linan Rodrigues e Jamile Rodrigues. Possui Especialização em Psicologia do Ensino Aprendizagem e Mestrado em Educação, área Linguística e Educação. Em 1978, ingressou na Faculdade de Educação da Universidade Federal do Amazonas, onde exerceu, entre vários cargos e funções, o de Vice-Diretora, nos anos de 1997 a 2001. Livros de sua autoria: Reescrito Pelo Senhor; Oficinas Pedagógicas: Desafios e Possibilidades; Educação: Discurso e Compromisso; Formação Continuada com Pedagogos e Professores na Integração Escola Comunidade; entre outros. Coordenadora do Sarau Amazônico Revoluções Culturais da Floresta, patrocinado pelo Fórum de Educação do Amazonas, a acadêmica Cecília Maria Rodrigues de Souza elegeu como patrono o jornalista José Guilherme de Araújo Jorge.


Logo após a diplomação, os MEMBROS FUNDADORES se posicionaram com a mão direita sobre o peito e, publicamente, prestaram o COMPROMISSO ACADÊMICO DA ORDEM DE PLATÃO.


BIBLIOTECA RAIMUNDO COLARES RIBEIRO

Transcrito do Roteiro do Cerimonial de Instalação da Academia de Letras do Brasil, Seccional Amazonas, Manaus (AM), 2015.

2 Comments


Foi uma linda cerimônia. Parabenizo todos os membros empossados como fundadores, assim como os envolvidos no cerimonial de posse. Pérola Bensabath - Presidente Fundadora da ALB/BAHIA.

Like
Replying to

Sim presidente, Pérola Bensabath, foi uma belíssima cerimônia. E contou com a presença do Dr. Mário Carabajal, presidente nacional da nossa ALB. Para 2024, temos agendado a festa do Movimento Nacional Elos Literários, em Salvador, sob sua coordenação. Abraço fraterno.

Like
bottom of page